UniVersos – A poesia num Suspiro Ébrio

            Penso na energia vital que me arrebatava em minha juventude, e que eu conseguia transformar em palavras: contos, textos revoltados, saturados de nervos, transpirando indignação. De vez em quando, saía alguma poesia, sem rima, sem métrica, porque era assim que eu precisava me expressar.

            Penso em tantos outros textos que escrevi, alguns voaram para fora do meu universo, por meio dos meus blogs, foram alguns, desde 2004, porque minha alma inquieta sempre precisava encerrar e iniciar, reformular, recomeçar.

            Certo dia, revendo minhas poucas, porém sinceras poesias, me deparei com uma que se chama Suspiro Ébrio. Eu a reli à luz de quem sou hoje, como uma mãe que revê e abraça um filho, depois de um longo período de separação. Comecei a absorver seus traços, sua essência, sua alma, e me senti feliz, pois constatei que essa poesia é uma filha muito amada.

            Munida de coragem – único ingrediente necessário para realizarmos nossos sonhos – a inscrevi num concurso, chamado UniVersos – Antologia Poética, realizado pela produtora Cultural e Audiovisual Sesoko Art Studio. O objetivo foi reunir cem poesias de cem poetas de todos os cantos do Brasil, numa necessária e corajosa tentativa de possibilitar que a poesia seja divulgada, saboreada, invadindo outros universos e nutrindo almas.

         Minha poesia foi selecionada, e, assim, minha filha partiu para o mundo, para existir em outras paisagens.

         Mas, talvez, não exista outra forma de estar no mundo sem luta. Por isso, passamos por um financiamento coletivo, e não arrecadamos o necessário. Mesmo assim, o projeto continuou, com alguns ajustes, o livro foi produzido à mão, e o lançamento ocorreu no dia 6/5.

    Precisamos, cada vez mais, de iniciativas culturais e literárias. Precisamos de poesia, afeto e generosidade. Precisamos de livros independentes, de parcerias, encontros que proporcionem reflexão, encantamento, e que proponham saídas autênticas. Por tudo isso, é um prazer imenso participar desse projeto, pela persistência e tenacidade demonstrada pelo Felipe Sesoko e toda a equipe envolvida, pelas contribuições generosas realizadas por amigos e parentes e, principalmente, pelo desejo de fazer com que a poesia floresça em nossas vidas.

       Meu Suspiro Ébrio faz parte, orgulhosamente, dessa constelação de cem autores, compondo um universo feito de talentos, devaneios, e, sobretudo, de amor.

 

Suspiro Ébrio

Acordei pensando em partículas de sol

Encantada com a cândida indecência

De uma constelação que nasce no estômago

E meus olhos, cobertos de poeira,

Fitavam a vírgula

A nua reticência.

Das carnes esmagadas num desejo faminto

(filho obediente do instinto),

Nasciam saudades

Repletas de um mel quase virgem

A tola tirania do verbo esmiuçado

Enferruja a parte sã do órgão quente

E inacabado.

Por promessas que falham

Na retumbância opaca do dia

Derramada em uivos florestais,

Os pecados multiplicam-se

A alma nua

Pestaneja de gula

Saciada na tênue cegueira

De olhos vidrados.

E quando esse pedaço de coisa farta

Que chamam de ser

Sente-se saciado

Uma voz ancestral grita em mim, com alegria:

Isso basta!

 

          Um agradecimento especial à Deni Cooke, Juliana dos Reis Cavalcanti da Silva, Linaibah Linaibah, Mariah Peixoto e Simone Alves, por tornarem esse sonho possível com sua contribuição.

           Para adquirir o livro e demais produtos, clique em: Sesoko Art Studio

 

Eis o livro:

18489735_426092567783686_3197554676448400561_o

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s